Artigos

Fotos premiadas em 2019: conheça 4 fotografias de cair o queixo

Escrito por Paixão Câmeras

Para quem participa, uma oportunidade única de se desafiar — além de ganhar boas premiações em dinheiro. Para quem está sempre de olho nos concursos de fotografia, uma chance de se inspirar e ter ótimas referências para futuras produções.

Pensando nisso, elaboramos um apanhado com quatro fotos premiadas de 2019 que você precisa conhecer. São trabalhos que trazem diferentes inspirações, conceitos e a certeza de que você pode fazer igual.

Que tal conferi-los agora? Veja a seguir!

1. Homem hondurenho protege seu filho

Esse é o título dado à foto que levou o Pulitzer de fotografia — principal prêmio do jornalismo mundial — em 2019. A imagem, que retrata um pai hondurenho protegendo seu filho de meses quando a caravana da qual participava para tentar entrar nos EUA é atacada, foi feita pelo fotógrafo brasileiro Ueslei Marcelino.

O prêmio, dado pela Universidade de Columbia, escolheu a imagem que retrata mais uma faceta do drama dos imigrantes — tema que dominou o noticiário do ano passado. Além de um certificado, o vencedor leva para casa 10 mil dólares. 

2. A foto de Upernavik

Já o Nat Geo Travel, o concurso de fotografia da revista National Geographic, busca imagens impressionantes em três categorias: pessoas, cidades e natureza. A grande vencedora de 2019 foi o clique de Weimin Chu, que registrou Upernavik, uma pequena vila de pescadores na Groenlândia completamente coberta de gelo.

Além da paisagem impressionante, a foto revela um singelo contraste de cores em meio à paisagem branca e à presença de três corajosos moradores na imensidão do gelo.

Além de ser um dos mais reconhecidos do mundo, o prêmio ainda rende 7,5 mil dólares. 

3. Night Glow no mar

E se você acha que, por ser novo ou inexperiente, não tem chance em algum desses grandes prêmios de fotografia, saiba que um menino de 14 anos teve destaque em uma categoria do Vida Selvagem 2019.

O prêmio, realizado pelo Museu de História Nacional de Londres, elege os melhores cliques feitos sobre a vida animal em várias categorias.

Em 2019, o grande vencedor foi o fotógrafo Yongqing Bao, com uma imagem que mostra uma raposa tibetana pronta para atacar uma marmota.

Já na categoria jovem fotógrafo dos 11 aos 14 anos, quem levou foi Cruz Erdmann ao clicar uma lula-oval que tentava atrair um parceiro para o acasalamento e no auge das suas cores. A imagem recebeu o nome de night glow, ou brilho noturno.

Essa premiação não oferece valores em dinheiro, mas converte as imagens premiadas em integrantes de uma exposição sobre vida selvagem.

Como vimos, participar de um concurso de fotografia com repercussão mundial é uma honra e tanto. Em alguns casos, como o do Pulitzer e do Nat Geo Travel, a experiência profissional faz diferença. Já no Vida Selvagem, um clique certo na hora certa pode resolver a sua vida — mesmo se você tiver apenas 14 anos.

Independentemente da imagem, observe as fotos premiadas para se inspirar, clicar cada vez melhor e até para usar como incentivo para se inscrever em um concurso internacional de fotografia. Vai que você ganha?

E se você curtiu o nosso texto, que tal compartilhá-lo nas suas redes sociais?

Sobre o autor

Paixão Câmeras

Deixe um comentário